Organizadas unidas impulsionam Corinthians na decisão no Mineirão

A torcida do Corinthians deu um show à parte na noite da quarta-feira, no Mineirão, na primeira final da Copa do Brasil. Mesmo com a derrota por 1 a 0 para o Cruzeiro, que obriga o time a vencer o jogo da volta, a festa dos alvinegros chamou a atenção de jornalistas e torcedores presentes ao embate. Além da importância do jogo, um fator foi determinante para a participação da galera: a união das principais organizadas do Timão.

Gaviões da Fiel, Camisa 12, Pavilhão Nove e Estopim da Fiel não dividiram seus cânticos como normalmente acontece nas arquibancadas. As quatro uniram as baterias e, cortando as letras que fizessem referência a alguma das entidades, cantaram o jogo inteiro em uníssono.

O ritmo da cantoria foi intenso desde a chegada da galera, cerca de uma hora antes de a bola rolar. O hino do clube foi ouvido em alto e bom som pela torcida cruzeirense, que já ocupava boa parte dos seus lugares. Com os mais de dois mil alvinegros mostrando sua força nas arquibancadas, a torcida local só encobriu o grito por completo no começo da partida e no momento do gol de Thiago Neves.

Nem mesmo a péssima apresentação ofensiva do Corinthians diminuiu o ritmo dos corintianos. “Pô, se eu chegasse no final do jogo sem saber o resultado, ia achar que o Corinthians tinha sido campeão”, comentou uma jornalista que estava no setor da imprensa. À direita dos profissionais estavam os cruzeirenses, visivelmente incomodados com o barulho constantes dos corintianos.

Ao final da partida, os torcedores continuaram a celebrar e aproveitaram para entoar os cânticos específicos de cada uma das organizadas. Conhecidas como “breques”, as músicas fecharam a grande noite da Fiel. “Hoje foi louco o bagulho”, comentou um dos integrantes ao ser questionado pela reportagem sobre o apoio.

Vistos como grande combustível para a equipe, os corintianos terão duas missões na próxima semana, na busca pelo tetracampeonato da Copa do Brasil. A primeira é na terça-feira, em mais um treino aberto aos alvinegros, na Arena. No dia seguinte, o jogo da volta, também em Itaquera, quando o Timão precisará vencer por dois gols de diferença para ser campeão no tempo normal. Uma vitória simples leva a decisão para os pênaltis.

O post Organizadas unidas impulsionam Corinthians na decisão no Mineirão apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.