Futebol Ao Vivo Grátis

Transmissão de Futebol Ao Vivo HD Grátis

O Corinthians deixou uma impressão muito ruim na tarde/noite desta quarta-feira, na Arena. Sem conseguir construir as jogadas nem pelo meio nem pelas pontas, o Alvinegro ficou refém do jogo aéreo e viu um bem armado time do Red Bull encontrar um gol na bola aérea na metade final do segundo tempo. Para piorar, Bruno Tubarão, no último lance da partida, deu números finais de 2 a 0 ao placar no último jogo antes do primeiro Derby do ano.

O resultado deixa o Timão com quatro pontos conquistados no Grupo C, ainda na segunda colocação da chave devido a uma derrota por 3 a 0 do Mirassol para a Ponte Preta. O Red Bull, por outro lado, venceu sua primeira partida na competição e chegou a cinco tentos conquistados.

Na próxima rodada, os comandados de Fábio Carille terão seu primeiro grande desafio da temporada, contra o Palmeiras, no Allianz Parque. O Derby está marcado para as 17h (de Brasília) do sábado e precede a estreia da equipe na Copa do Brasil, primeiro mata-mata do ano. Antonio Carlos Zago e sua equipe, por outro lado, esperam até segunda-feira para encarar a Ferroviária, mais uma vez fora de casa, em Araraquara.

Corinthians erra bastante e Red Bull joga solto

O Corinthians começou a partida destinado a, naturalmente, buscar o jogo pelo lado direito. Com Léo Santos, um zagueiro destro, improvisado na lateral esquerda, as bolas sempre foram destinadas a Fagner. O jogador, porém, não mostrou o alto nível apresentado no final de semana, quando mudou a partida contra a Ponte Preta. Erros de passe e dificuldade para marcar Osman, no entanto, marcaram a etapa inicial do camisa 23.

Enquanto o Timão buscava uma solução para a marcação campineira, os visitantes demonstraram um toque de bola bastante seguro na saída de jogo e chegaram a ameaçar em lances construídos por Osman e Uillian Correia. A finalização foi a questão crucial do Red Bull, que sempre tentou arremates de fora da área, sem grande perigo para Cássio. O melhor foi uma cabeçada de Roberson, encaixada pelo arqueiro.

Ainda que tivesse dificuldades, o Alvinegro conseguiu entrar no jogo sempre que Jadson tinha o mínimo de espaço para pensar. Normalmente bem marcado, o camisa 10 levou perigo nas bolas paradas, principalmente escanteios. O toque de maior classe veio em uma bola mal rebatida pela defesa, que deixou o armador no mano a mano. Rapidamente, Jadson acionou Boselli por cima da zaga, o argentino cortou a marcação e bateu de esquerda, parando em Júlio César.

O lance do centroavante foi apenas um pequeno lampejo dos corintianos, que mantiveram as dificuldades em sair jogando até o intervalo. Coube a Carille, então, buscar alternativas para que a sua equipe ao menos impusesse pressão sobre o adversário no campo de ataque.

Red Bull aproveita as chances

O treinador retornou para o segundo tempo apostando em mais profundidade pelas pontas, com Pedrinho substituindo Thiaguinho e Avelar entrando na vaga de Léo Santos. Ramiro, que ficou pela ponta nos primeiros 45 minutos, foi deslocado para a faixa central para fazer companhia a Ralf.

A dificuldade corintiana para criar seguiu viva, dessa vez sem um domínio da posse de bola pelos campineiros. Um pouco mais cansado com relação aos 45 minutos iniciais, o Red Bull esperou que o Timão tomasse as primeiras ações em campo para buscar os contra-ataques. Poucas coisas aconteceram até os 25 minutos, quando Carille acionou Gustagol.

O segundo centroavante melhorou a produção do ataque, mas o time da casa teve sua grande chance quando Boselli roubou a bola de Uillian Correia, cortou o volante e ficou com duas opções de passe na entrada da área. O argentino, porém, tentou dar mais um corte, mas acabou desarmado. Na resposta, em falta cobrada na área, a zaga não afastou e Ytalo, após toque na segunda trave, abriu o placar para os campineiros.

Gustagol chamou o jogo e quase deixou tudo igual na sequência, parando em boa defesa de Júlio César após forte cabeçada. O atacante ainda viu uma bola ajeitada por Boselli sobrar para ele dentro da área, mas ir desviada para escanteio. No último lance, com o Corinthians todo desarrumado, Bruno Tubarão subiu sozinho na grande área e fechou o placar.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 0 X 2 RED BULL

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data: 30 de janeiro de 2019, quarta-feira
Horário: 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Vinícius Furlan
Assistentes: Herman Vani e Vitor Carmona
Público: 23.641 pagantes
Renda: R$ 753.456,00
Cartões amarelos: Fagner (Corinthians); Uillian Correia e Aderlan (Red Bull)
Gols:
RED BULL: Ytalo, aos 30, e Bruno Tubarão, aos 48 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Manoel, Henrique e Léo Santos (Danilo Avelar); Ralf e Thiaguinho (Pedrinho); Ramiro, Jadson (Gustagol) e Mateus Vital; Boselli
Técnico: Fábio Carille

RED BULL: Júlio César; Aderlan, Léo Ortiz, Ligger e Rafael Carioca; Uillian Correia, Jobson (Barreto), Pio (Bruno Tubarão) e Osman; Roberson (Everton) e Ytalo
Técnico: Antonio Carlos Zago

O post Corinthians perde para o Red Bull na Arena e deixa má impressão pré-Derby apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.